Preço do feijão chega a quase R$ 11 e moradores de São Miguel do Guamá reclamam



Colocar feijão na mesa todos os dias está virando um desafio e os consumidores estão buscando alternativas para não deixar de levar o produto para casa. Em São Miguel do Guamá, no nordeste do estado do Pará, por causa da queda na produção e mudanças climáticas.

Feijão / Matéria baseada no G1
O consumidor já vinha sentindo nos últimos tempos o aumento dos preços no supermercado, mas quando mexeu no xodó da mesa dos brasileiros, não teve jeito. Está todo mundo se apertando para não deixar de levar o feijão para casa. "Tem que comprar, né? Não tem jeito. Faz falta, muita falta mesmo", disse um senhor.
Não tá fácil, meus amigos. Em um estabelecimento, a marca que chegou a custa R$ 2,98 agora está R$ 10. Tem até feijão de quase R$ 11 o quilo. O preço assusta os guamanses.

A economista Paloma de Lavor Lopes explica que a alta é resultado de problemas com a safra. Com a estiagem do início do ano, a produção diminuiu e o preço foi às alturas. "Arroz e feijão no prato do brasileiro não pode faltar. A gente deve fazer o seguinte, estocar no caso de uma promoção. Se você pegou um estoque antigo no supermercado, faça um estoque e testar novas marcas, testar o feijão carioca que aqui na região é mais barato". Mais do que nunca é hora de colocar os gastos na balança, tudo para não ver o orçamento pesar. "No bolso pesa mais e no carrinho diminui", concluiu um senhor.

Mais aumento

O preço do litro do açaí comercializado na Grande Belém apresentou reajuste que chega a cerca de 30% nesses primeiros cinco meses de 2016. Os dados são do Dieese/PA, que divulga mensalmente o balanço sobre a variação de preços do produto.

De acordo com o Dieese, a trajetória no preço do litro de açaí comercializado na Grande Belém de janeiro a maio de 2016 não foi uniforme. O açaí do médio, por exemplo, o mais consumido, em dezembro de 2015 foi comercializado a R$ 17,33; iniciou o ano de 2016 sendo vendido a R$ 17,78; em fevereiro foi encontrado a R$ 18,17; já em março o preço aumentou para R$ 21,54; em abril custou R$ 22,99 e no mês passado foi comercializado, em média, a R$ 23,95.
Preço do feijão chega a quase R$ 11 e moradores de São Miguel do Guamá reclamam Preço do feijão chega a quase R$ 11 e moradores de São Miguel do Guamá reclamam Reviewed by Esmael Teixeira on 6/21/2016 Rating: 5

Sem comentários