Tensão e denuncias marca sessão na Câmara de Vereadores em São Miguel do Guamá

Por radiocomerciosmg.com

A quarta sessão da Câmara Municipal de São Miguel do Guamá foi marcada por denúncias. Veja resumo da sessão.  

DELIBERAÇÕES

Na ordem do dia foram aprovados quatro requerimentos; 008/2017 de autoria do vereador Etevaldo Lira que solicita um local ou até mesmo a construção de um terminal municipal para o estacionamento dos ônibus da zona rural e do transporte escolar, 012/2017 de autoria do vereador Murilo Oliveira que solicita a reforma geral da escola localizada na comunidade do Acaripeteua e construção do muro da referida escola, 013/2017 de autoria do vereador Alfredo Borges que solicita informações sobre as paralisações de obras na área da educação e saúde, 009/2017 de autoria do vereador Tonico Meireles que solicita iluminação pública no cemitério da Ladeira. Aprovadas, as solicitações foram enviadas ao poder executivo para providências.

PARTICIPAÇÃO DO PREFEITO

A convite do vereador Alailson de Moura, o prefeito Antonio Leocádio se fez presente na sessão da Câmara Municipal. A solicitação do vereador se deu por conta de esclarecer sobre os gastos da prefeitura com o carnaval e o pagamento do abono dos profissionais da educação. Em tribuna o prefeito disse que o carnaval foi realizado com o apoio de empresários do município e deputados, disse que toda a estrutura da beira rio foi patrocinada pelo deputado Thiago Araújo e que a contrapartida da prefeitura foi apenas de 41 mil reais. Sobre o abono, os valores ainda não tinham sido liberados por motivo do sistema que estava travado, mas que já foi resolvido, e ainda hoje(15) o dinheiro estaria na conta do servidor.

Alguns vereadores aproveitaram o momento para fazer questionamentos, o vereador Tonico Meireles indagou sobre a ponte localizada na Ladeira que está com 30 dias com a obra paralisada. Em resposta, o prefeito disse que tem conhecimento, mas está com problema de licitação e que até o fim do mês deve ser feito o trabalho. O vereador Alailson de Moura, pediu esclarecimentos sobre o processo seletivo, em resposta o prefeito disse, que ainda esta semana terá uma posição do MP, disse ainda que está seguindo todas as orientações da justiça e que contratações só poderá ser feita através do processo seletivo com prova escrita, quanto ao prazo o prefeito disse, “até Junho”. Outros assuntos como merenda escolar, reforma de escola foram abordados, e o prefeito disse está regularizando através de licitações e que até Abril tudo estará resolvido para dá seguimento a gestão.

DENÚNCIAS

Educação foi a bola da vez e em especial o transporte escolar, o vereador Aluísio Bigode denunciou a qualidade de prédios e destacou o transporte. Disse que ônibus é de péssima qualidade e que está prejudicando os alunos, “tem aluno chegando de madrugada em casa por conta de carro quebrado” disse o vereador. O vereador Tonico Meireles disse que a educação no município é tratada com brincadeira, “escolas caindo aos pedaços, ônibus caindo aos pedaços, alunos ficam na beira da estrada e chegam altas horas em suas casas, denúncia sobre bebida. Nós temos que se juntar nessa casa (Câmara) e normatizar o serviço do transporte escolar, temos que dá uma resposta ao povo que nos elegeu” disse o vereador. O vereador Junior Lira solicitou da secretaria da casa, ofício convocando a comissão de transporte para discutir a qualidade do transporte e resolver o problema. A convocação se estende à secretaria de educação do município, setor de licitação e proprietário da empresa, a reunião foi marcada para quinta feira (23/03).

A vereadora Ana da Saúde deu publicidade a denúncia feita pelo prefeito contra a sua pessoa na Delegacia de Polícia do Município e teceu comentários sobre o assunto. O último questionamento se deu pelo vereador Tonico Meireles, o vereador que é da zona rural fez uma explanação sobre o êxodo rural. Destacou fatores que contribui para a mudança do homem do campo para a cidade e finalmente cobrou do poder público ações para agricultura. Tonico denunciou o desvio de função do trator da agricultura que está sendo usado para fazer coleta de lixo na cidade. No entendimento do vereador o grande prejudicado é o agricultor que precisa de terra preparada e o equipamento não está a sua disposição. Tonico solicitou, que envie ofício em caráter de urgência a Secretaria de Desenvolvimento da Pesca – SEDAP, comunicando o fato.

ANA DA SAÚDE

Usando a tribuna da Câmara nesta quarta-feira (15), a vereadora Ana Lora da Saúde deu publicidade a denúncia feita pelo prefeito de São Miguel do Guamá Antonio Leocádio junto a Delegacia do Município. “Fiquei surpresa, mas não temorosa. Pois sei que agi em defesa das pessoas que estavam no sol e chuva a fim de matricular os seus filhos” diz a nota.

ENTENDA O CASO:

Segundo a vereadora, no período de matrícula passado, “ela” foi chamada para verificar a situação das pessoas que estavam na fila afim de matricular seus filhos no Casulo do Perpétuo Socorro. Ao chegar a unidade escolar a vereadora percebeu o sofrimento de pessoas que até pernoitaram na fila para conseguir matricula. Comovida com a situação, segundo ela, procurou a direção da escola para tentar solucionar o problema.

O prefeito em depoimento, denunciou a vereadora por ter apresentado uma lista com 30 nomes e usado o seu nome para matricular essas pessoas. A denúncia foi registrada e aberto inquérito policial.


VEJA A NOTA:

Tensão e denuncias marca sessão na Câmara de Vereadores em São Miguel do Guamá Tensão e denuncias marca sessão na Câmara de Vereadores em São Miguel do Guamá Reviewed by Esmael Teixeira on 3/16/2017 Rating: 5

Sem comentários