PF faz proteção de sobrevivente da ação policial que resultou na morte de 10 pessoas no Pará

10 sem-terras são mortos em confronto com a PM (Foto: via Whatsapp)
(Foto: via Whatsapp)
Um sobrevivente da ação de reintegração de posse, que deixou 10 mortos em uma fazenda no Pará, recebe proteção de homens da Polícia Federal em um hospital público no sudeste do Pará, onde está internado. Ele não corre risco de vida, mas permanece em observação na unidade de saúde. A Ordem dos Advogados do Brasil do Pará (OAB-Pará) declarou que parentes das vítimas alegam que há pelo menos oito sobreviventes escondidos, mas por enquanto o homem internado é considerado a única testemunha do caso.

Nove homens e uma mulher morreram em uma ação da polícia na fazenda Santa Lúcia, em Pau d'Arco, na quarta-feira (24). A Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup) disse que os policiais foram recebidos à bala quando tentavam cumprir 16 mandados de prisão contra suspeitos do assassinato de um vigilante da fazenda, no fim de abril. As equipes que participaram da operação vão responder a inquéritos policiais militares. Segundo os peritos do Instituto Médico Legal, em três corpos havia perfurações a bala na cabeça e nas costas.

Ele foi ouvido pelo Ministério Público do Pará, na noite de quinta-feira (25). "Nós já tomamos o depoimento dele, já foi gravado e a gente vai levar para o Ministério Público agora e analisar junto com os outros elementos que já recolhemos. Ele relatou algumas coisas, mas algumas coisas vagas. Ele não foi muito concreto. E como a investigação ainda está se desenrolando, eu não poderia comentar a fala dele aqui por enquanto", explica o promotor de Justiça Agrária do município, Erick Fernandes, que esteve no hospital para ouvir o trabalhador rural.

O MP reuniu com representantes da Comissão Nacional dos Direitos Humanos, da Comissao Pastoral da Terra (CPT) e familiares das vítimas, que cobraram a presença da Polícia Federal na região. “A presença da PF aqui é importante. Saímos de Brasilia também com esse compromisso de que se conseguisse que a superintendência da PF se encaminhasse para a região", comenta Deborah Duprat, promotora federal dos Direitos do Cidadão.

Segundo a CPT, desde janeiro foram registrados 18 mortes ligadas a conflitos agrários, em 2017. “Há algum tempo que a Pastoral da Terra vem alertando as autoridades que aqui no sul e sudeste do Pará poderia explodir conflitos com muitas mortes a qualquer momento. Infelizmente isso não está sendo levado a sério. E se o comportamento das autoridades continuar o mesmo, outras mortes virão”, afirma José Batista, membro da CPT.

OAB quer afastamento dos PMs

A Ordem dos Advogados do Brasil do Pará (OAB-Pará) informou que irá pedir o afastamento dos policiais militares que participaram da operação de reintegração de posse. Segundo o órgão, o afastamento dos PMs seria necessário para não haver entraves nas investigações.

O secretário de Segurança Pública do Pará, Jeannot Jansen, afirmou que as mortes serão apuradas por uma equipe isenta. "Não vamos ser hipócritas e negar a dimensão do episódio. Essa é a razão porque estamos reunidos, porque devemos satisfação para a sociedade, e essa é a razão porque encarregamos a nossa delegacia especializada para 'tomar conta' dos inquéritos. Uma equipe imparcial, fora do local que realizará o inquérito", disse.

Segundo a OAB-Pará, os policiais removeram os corpos do local do crime, o que seria uma conduta irregular e que compromete a perícia e a investigação do caso.
Veja a lista das vítimas

Segundo o Centro de Perícias Científicas Renato Chaves, as vítimas são:

- Antônio Pereira Milhomem
- Bruno Henrique Pereira Gomes
- Hércules Santos de Oliveira
- Jane Júlia de Oliveira
- Nelson Souza Milhomem
- Ozeir Rodrigues da Silva
- Regivaldo Pereira da Silva
- Ronaldo Pereira de Souza
- Weldson Pereira da Silva
- Weclebson Pereira Milhomem

De acordo com a polícia, pelo menos 4 dos 10 mortos no episódio estavam com pedidos de prisão decretados. Os nomes dos mortos que teriam pedido de prisão decretados não foram discriminados.


PF faz proteção de sobrevivente da ação policial que resultou na morte de 10 pessoas no Pará PF faz proteção de sobrevivente da ação policial que resultou na morte de 10 pessoas no Pará Reviewed by Esmael Teixeira on 5/24/2017 Rating: 5

Sem comentários